Pesquisas indicam que as crianças estão cada vez menos propensas a sofrer algum tipo de estresse nos consultórios odontológicos.

A odontopediatria vem buscando soluções para manter a tranquilidade das crianças. Estudos relacionados ao ambiente do consultório estão sendo realizados periodicamente.

Formato e tamanho dos instrumentais vem se adequando, permitindo melhor aparência sem perder a função. Isto melhora a convivência entre paciente e o Cirurgião Dentista.

Outros aspectos que se destacam é a utilização da laserterapia de baixa intensidade em pacientes recém operados, sendo que diminuem dor pós operatória. Sem falar em outras funções da laserterapia tanto de baixa quanto de alta intensidade, que estão revolucionando a odontologia.

A utilização de meios mais simples e convencionais seguem em alta. Um bom dialogo pode melhorar em muito o atendimento clinico, sempre procurando manter um elo de amizade entre paciente e o profissional da saúde.

Recursos audiovisuais também podem ser empregados. Vivemos uma época em que a tecnologia avança aceleradamente inclusive na saúde, trabalhar os conceitos de saúde de maneira lúdica no consultório é muito atraente e educativo.

Pequenos vídeos mostrando como o tratamento pode ser desenvolvido de forma lúdica deixam as crianças confiantes no profissional e no resultado do tratamento para os pais poderem entender a real situação dos dentes dos seus filhos e que possam compreender os riscos que a situação atual pode levar ao sorriso futuro.

A utilização de games interativos com informações odontológicas ajudam muito na motivação dos nossos pequenos pacientes. O jogo é uma ferramenta de trabalho muito proveitosa para o dentista, pois através dele pode introduzir os conteúdos de forma diferenciada e bastante ativa.

Poderá proporcionar apreensão de conteúdos de maneira agradável e o paciente nem perceberá que está aprendendo. As brincadeiras são importantes por fazerem parte do mundo das crianças e por proporcionarem momentos agradáveis dando espaço à criatividade.

Todos devemos buscar o bem–estar dos pequenos durante o processo de ensino e aprendizagem, resgatando assim o lúdico como instrumento de construção do conhecimento.

Quando se estuda a possibilidade da utilização de um jogo computadorizado dentro de um processo de ensino e aprendizagem devem ser considerados não apenas o seu conteúdo senão também a maneira como o jogo o apresenta, relacionada é claro à faixa etária que constituirá o público alvo.

Também é importante considerar os objetivos indiretos que o jogo pode propiciar, como: memória (visual, auditiva, sinestésica); orientação temporal e espacial (em duas e três dimensões); coordenação motora visomanual (ampla e fina); percepção auditiva, percepção visual (tamanho, cor, detalhes, forma, posição, lateralidade, complementação), raciocínio lógico-matemático, expressão lingüística (oral e escrita), planejamento e organização.

O esclarecimento da real situação da saúde bucal da criança aos pais é indispensável, pois através desse entendimento será viável a manutenção da saúde bucal direcionando com maior ênfase os cuidados odontológicos nas áreas identificadas que necessitarem essa atenção.

Proporcionando melhores condições para o desenvolvimento da criança e como conseqüência, conduzindo-a a uma saúde bucal em todas as fases de desenvolvimento, seja anteriormente a erupção dentaria, ou na dentição decídua levando o paciente a ter uma dentição permanente saudável e adequado desenvolvimento.

Muitos podem te fazer gargalhar, mas só o Cirurgião Dentista pode construir um sorriso.

 

andrigo

Andrigo Beber
Cirurgião – Dentista Mestre e Doutor em Odontopediatria