Hashtags, o Pequeno Príncipe e o Big Data

Hashtags, o Pequeno Príncipe e o Big Data

Como você pode usar as hashtags como técnica poderosa de Big Data para divulgar os seus casos clínicos e ser facilmente encontrado pelos seus pacientes.

Hoje muito se fala sobre Hashtags. Quem usa de fato a # antes das palavras para se informar? Não basta apenas ir no Google buscar informação? Não.

Neste texto vou mostrar o poder da hashtag como uma incrível técnica.

O Pequeno Príncipe

Lembra da história do Pequeno Príncipe de Saint-Exupéry? As aventuras da obra descrevem vários aspectos da natureza humana com uma precisão, profundidade e leveza impressionantes. Para quem nunca leu, fica a recomendação, é muito enriquecedor, principalmente se você já for adulto.

A história, em resumo, fala de um o menino ingênuo e sonhador que dividia seu pequeno planeta chamado B612 com uma rosa. De tempos em tempos, a vida se tornava chata e era necessário sair, viajar, explorar outros mundos. Aí o que ele fazia? Pegava carona em cometas para viajar e conhecer outros lugares. Aí é que entramos no tema das hashtags

“As estrelas são todas iluminadas…
Não será para que cada um possa um dia encontrar a sua?”
Antoine de Saint-Exupéry

B612

Imagine que o planeta B612 é o seu o perfil do Twitter, Facebook, ou Instagram com a pequena rosa (foto do perfil). Você nota que todos os portais que você consome informação falam a mesma notícia, não é estranho? Então você precisa pegar um cometa e viajar até outros planetas para ficar melhor informado.

Pronto, chegamos as # – Elas são os cometas que acessam rapidamente conhecimentos compartilhados pelas redes. As hashtags são uma revolução na disseminação da informação multimídia social em diversos contextos.

Imagine que milhões de pessoas estejam escrevendo milhares de coisas ao mesmo tempo, em milhares de idiomas, associando fotos vídeos, textos e etc. Como encontrar sentido em tudo isso, como se diferenciar e divulgar o seu trabalho, como navegar por todos esses planetas (contextos)?

Hashtags

Use as #hashtags nas suas publicações com expressões que o identificam e assim os pacientes poderão fazer buscas como o Pequeno Príncipe usa os cometas. Desta forma os pacientes vão estar familiarizados tendo você como fonte de informação. Como exemplo: Experimente ir na busca do Facebook ou Twitter #cachoeira, depois adiciona mais uma tag do seu estado #cachoeira #SC. Pronto? Ainda não, você pode filtrar os resultados tipo de mídia vídeos, textos, fotos e etc.

Você pode falar para os seus pacientes também usarem as # que você cria e desta forma os resultados serão compartilhamentos feitos pessoa de verdade que marcou sua experiência em vídeo, e outras pessoas serão impactadas.  Não é genial? E pensa só, se os seus conteúdos tiverem boas Hashstags, muito mais pessoas poderão conhecer o seu planeta B612, principalmente se o que você faz é algo relevante à rede.

O limite é somente a sua e criatividade, que tal tentar uma busca pela hashtag: #Sorriso

Hashtags Cometas

Hashtags permitem acesso rápido a outros mundos de forma horizontalizada e menos vertical do que os meios tradicionais de comunicação.
Hashtags permitem que outras pessoas encontrem o seu mundo.
Esteja conformado que os pacientes nunca saberão tudo sobre, então use as hashtags com sabedoria para facilitar a vida deles e contribuir para que cheguem rápido ao que interessa, porque a vida é efêmera como a rosa.
O Google é útil, mas não deve ser a único cometa no universo para  levar aos lugares, falta ainda muito contexto a ele.
As hashtags apesar de simples, são muito poderosas e democráticas, feitas por todas as pessoas.
As hashtags nunca desaparecem enquanto houver conteúdo amarrados a elas.

 Por hoje é isso. Se gostou, compartilhe este artigo com as  #aquarela e #oclubedodentista

Desejo uma boa viagem a todos!

 

pp

Diretor financeiro – Aquarela
https://aquare.la/pt/